A ABRASP anuncia a volta do Circuito Brasileiro em 2017

By abrasp | 17 de abril de 2017 | Destaque, Notícias

A Associação Brasileira de Surf Profissional apresenta uma proposta de calendário com 24 etapas valendo pontos para definir o campeão brasileiro e 12 provas para a categoria feminina.

Geovane Ferreira – Foto: Renato boulos

A Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) anuncia a realização do histórico trigésimo Circuito Brasileiro em 2017, com várias etapas somando pontos no ranking para definir o campeão brasileiro da temporada. Por causa da atual crise econômica e política do país, foram criados sete níveis de premiação e pontuação – desde “1A” oferecendo o mínimo de R$ 5.000 de prêmio até “7A” de R$ 80.000. O objetivo é criar novas oportunidades para centenas de surfistas que estão sem competir, pois no ano passado não teve circuito e nem campeão brasileiro, pela primeira vez em 31 anos de história. A ABRASP apresenta uma proposta de calendário ousada, com 24 etapas masculinas e doze femininas, sendo que dez delas são combinadas com homens e mulheres competindo no mesmo evento.

“Como surfista que sou e integrante da diretoria da ABRASP, já estou ansioso para o início do Circuito 2017”, disse Dunga Neto, o atual presidente da Associação Brasileira de Surf Profissional. “Foram realizadas algumas mudanças no Livro de Regras visando nos adequarmos a atual situação econômica e política que o país atravessa. Buscamos criar mais oportunidades para que um maior número de surfistas participe do Circuito Brasileiro, oferecendo uma grade de premiação variada para também captarmos novos patrocinadores”.

A entidade que organiza o surfe profissional brasileiro, vem encontrando dificuldades para realizar o circuito desde que o país sediou a Copa do Mundo de Futebol seguida pelos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. Muitos surfistas até interromperam suas carreiras pela falta de campeonatos. “Essa situação vem causando danos nefastos à estrutura do surf profissional brasileiro, além de um impacto sem precedentes na vida dos mesmos atletas, motivo principal da ABRASP para voltar com urgência ao formato mais próximo do antigo, utilizado até 2015, sem uma divisão de elite como nos tempos do SuperSurf”, justifica a ABRASP.

Outra preocupação da entidade é com a categoria feminina e a diretoria trabalha para fazer um calendário de doze etapas para as meninas competirem esse ano, o que nunca aconteceu na história da ABRASP. Para os homens, a proposta inicial agenda 24 provas e se tiverem mais de sete, serão computados os seis melhores resultados no ranking que definirá o campeão brasileiro da temporada. Serão sete níveis de premiação e pontuação e todas as regras mais detalhadas poderão ser acessadas no site www.abrasp.com

Peterson Crisanto – Foto: Munir El Hage

Poderão registrar seus eventos para valer pontos no ranking brasileiro, até as associações de praia devidamente filiadas à Federação ou Liga do seu estado, ou à ABRASP. Desde que ofereça a premiação mínima de R$ 5.000,00 para ter status “1A” e o vencedor marcar 350 pontos no ranking brasileiro. No nível “2A”, o valor dobra para R$ 10.000,00 e vale 750 pontos. No “3A”, estarão em jogo R$ 20.000,00 e 1.500 pontos, no “4A” serão R$ 30.000,00 e 3.000 pontos, no “5A” são R$ 40.000,00 e 4.000 pontos, no “6A” são R$ 60.000,00 e 6.000 pontos e no nível máximo “7A” a premiação é de R$ 80.000,00 e o campeão recebe 8.000 pontos.

PAULISTAS DOMINAM A GALERIA DOS CAMPEÕES – Em 2017, será realizado o histórico trigésimo Circuito Brasileiro de Surf Profissional, iniciado em 1987 com o guarujaense Paulo Matos conquistando o primeiro dos 29 títulos nacionais da ABRASP. Os paulistas dominam a Galeria dos Campeões, com David do Carmo aumentando o recorde para oito em 2013. Três conseguiram ser bicampeões brasileiros, Tinguinha Lima em 1990 e 1993, Ricardo Toledo em 1991 e 1995 e mais recentemente Renato Galvão em 2004 e 2007.

O Rio de Janeiro é o segundo estado a conseguir mais títulos na ABRASP, cinco também em três décadas diferentes, desde Pedro Muller em 1989, Victor Ribas em 1997 até Gustavo Fernandes em 2008, com Leonardo Neves sendo bicampeão em 2002 e 2003 no milionário SuperSurf. Depois vem o Paraná com quatro somando os do único tricampeão, Peterson Rosa, seguido pela Bahia com três, sendo dois de Jojó de Olivença em 1988 e 1992 e o de Bino Lopes, campeão do último título brasileiro em 2015. A Paraíba tem dois de Fábio Gouveia, assim como o Ceará com outro bicampeão, Messias Felix, Rio Grande do Norte com Joca Júnior e Italo Ferreira e Santa Catarina também, com Jean da Silva e Tomas Hermes. O alagoano Tânio Barreto completa a Galeria dos Campeões Brasileiros da ABRASP.

PRÓXIMO CAMPEÃO – Os primeiros pontos no ranking que vai definir o campeão do histórico trigésimo Circuito Brasileiro da ABRASP em 2017, serão disputados na abertura do Circuito Maresia Paulista Profissional nos dias 22 e 23 de abril em Ubatuba, com uma etapa nível “4A” de R$ 30.000,00 valendo 3.000 pontos. E na semana seguinte, de 30 de abril a 1.o de maio, já acontece uma etapa com status mínimo “1A” de R$ 5.000,00 e 350 pontos em Santa Catarina, o Imbituba Profissional de Surf na Praia da Vila, que já foi palco da etapa brasileira do CT. Veja abaixo a proposta de calendário da ABRASP para 2017 nas categorias masculina e feminina:

PROPOSTA DE CALENDÁRIO DO CIRCUITO BRASILEIRO ABRASP 2017 MASCULINO:
1.a- Abr 22-23: Maresia Paulista Profissional em Ubatuba (SP) – 4A – R$ 30.000 – 3.000 pontos
2.a- Abr 30-01: Imbituba Profissional de Surf na Praia da Vila (SC) – 1A – R$ 5.000 – 350 pontos
3.a- Jun 01-04: Brasileirão Pro ABRASP masculino e feminino a ser confirmado
4.a- Jun 09-11: Cearense Pro na Praia do Futuro (CE) – 2A – R$ 10.000 – 750 pontos
5.a- Jul 12-16: Brasileirão Pro ABRASP masculino e feminino a ser confirmado
6.a- Jul 22-23: Maresia Paulista Profissional em local a definir – 4A – R$ 30.000 – 3.000 pontos
7.a- Ago 01-02: Circuito Liga Baiana em Olivença (BA) – 4A – R$ 30.000 – 3.000 pontos
8.a- Ago 03-04: Circuito Liga Baiana em Itacaré (BA) – 4A – R$ 30.000 – 3.000 pontos
9.a- Ago 05-06: Circuito Liga Baiana em Itacaré (BA) – 4A – R$ 30.000 – 3.000 pontos
10- Ago 10-13: Surf Tour no Rio de Janeiro (RJ) – 6A masculino – R$ 60.000 – 6.000 pontos
11- Ago 17-20: ABRASP PRO masculino a ser confirmado
12- Ago 23-27: ABRASP PRO masculino a ser confirmado
13- Ago 25-27: Cearense Pro na Praia da Taíba (CE) – 2A – R$ 10.000 – 750 pontos
14- Set 01-03: Liga Brasil em Florianópolis (SC) – 3A masculino – R$ 20.000 – 1.500 pontos
15- Set 21-24: Ubatuba Surf em Itamambuca (SP) – 3A masculino – R$ 15.000 -1.500 pontos
16- Set 27-28: Circuito Liga Baiana em Itacaré (BA) – 4A – R$ 30.000 – 3.000 pontos
17- Set 30-01: Circuito Liga Baiana em Itacaré (BA) – 4A – R$ 30.000 – 3.000 pontos
18- Out 14-15: Maresia Paulista Profissional em local a definir – 4A – R$ 30.000 – 3.000 pontos
19- Out 18-22: Brasileirão Pro ABRASP masculino e feminino a ser confirmado
20- Nov 09-12: ABRASP PRO masculino a ser confirmado
21- Nov 25-26: Liga Brasil na Praia de Maresias (SP) – 3A masculino – R$ 20.000 – 1.500 pontos
22- Nov 30-03: Surf Tour no Guarujá (SP) – 6A masculino – R$ 60.000 – 6.000 pontos
23- Dez 06-10: Brasileirão Pro ABRASP masculino e feminino a ser confirmado
24- Dez 16-17: Liga Brasil no Rio de Janeiro (RJ) – 3A masculino – R$ 20.000 – 1.500 pontos

PROPOSTA DE CALENDÁRIO DO CIRCUITO BRASILEIRO ABRASP 2017 FEMININO:
1.a- Jun 01-04: Brasileirão Pro ABRASP masculino e feminino a ser confirmado
2.a- Jul 12-16: Brasileirão Pro ABRASP masculino e feminino a ser confirmado
3.a- Ago 10-13: Surf Tour no Rio de Janeiro (RJ) – 5A feminino – R$ 20.000 – 3.000 pontos
4.a- Set 01-03: Liga Brasil em Florianópolis (SC) – 1A feminino – R$ 3.000 – 350 pontos
5.a- Set 21-24: Ubatuba Surf em Itamambuca (SP) – 2A feminino – R$ 5.000 – 750 pontos
6.a- Set 30-01: ABRASP Feminino em Riviera de São Lourenço (SP) – 4A – R$ 15.000 – 2.000 pontos
7.a- Out 14-15: ABRASP Feminino no Rio de Janeiro (RJ) com premiação a definir
8.a- Out 18-22: Brasileirão Pro ABRASP masculino e feminino a ser confirmado
9.a- Nov 25-26: Liga Brasil na Praia de Maresias (SP) – 1A feminino – R$ 3.000 – 350 pontos
10- Nov 30-03: Surf Tour no Guarujá (SP) – 5A feminino – R$ 20.000 – 3.000 pontos
11- Dez 06-10: Brasileirão Pro ABRASP masculino e feminino a ser confirmado
12- Dez 16-17: Liga Brasil no Rio de Janeiro (RJ) – 1A feminino – R$ 3.000 – 350 pontos

GALERIA DOS CAMPEÕES BRASILEIROS DA ABRASP:
2015 – Bino Lopes (BA)
2014 – Italo Ferreira (RN)
2013 – David do Carmo (SP)
2012 – Messias Felix (CE) bicampeão
2011 – Tomas Hermes (SC)
2010 – Jean da Silva (SC)
2009 – Messias Felix (CE)
2008 – Gustavo Fernandes (RJ)
2007 – Renato Galvão (SP) bicampeão
2006 – Jihad Khodr (PR)
2005 – Fábio Gouveia (PB) bicampeão
2004 – Renato Galvão (SP)
2003 – Leonardo Neves (RJ) bicampeão
2002 – Leonardo Neves (RJ)
2001 – Tânio Barreto (AL)
2000 – Peterson Rosa (PR) tricampeão
1999 – Peterson Rosa (PR) bicampeão
1998 – Fábio Gouveia (PB)
1997 – Victor Ribas (RJ)
1996 – Joca Junior (RN)
1995 – Ricardo Toledo (SP) bicampeão
1994 – Peterson Rosa (PR)
1993 – Tinguinha Lima (PR) bicampeão
1992 – Jojó de Olivença (BA) bicampeão
1991 – Ricardo Toledo (SP)
1990 – Tinguinha Lima (SP)
1989 – Pedro Muller (RJ)
1988 – Jojó de Olivença (BA)
1987 – Paulo Matos (SP)

 

Texto: João Carvalho – JBC Notícias e Assessoria do Surf