Começa o primeiro QS 10000 da temporada na África do Sul

By abrasp | 4 de julho de 2017 | Notícias

A primeira etapa com status máximo do WSL Qualifying Series 2017 foi iniciada na segunda-feira com o líder do ranking, Jessé Mendes, estreando com vitória nas ondas de Willard Beach, em KwaZulu-Natal, na África do Sul. O catarinense Alejo Muniz e o capixaba Krystian Kymerson também passaram para a fase dos 48 melhores do QS 10000 Ballito Pro no primeiro dia. Na terça-feira, foram realizadas mais nove baterias e outros dois sul-americanos se classificaram, o brasileiro Miguel Pupo vencendo a dele e o uruguaio Marco Giorgi na que o atual campeão sul-americano da WSL South America, Leandro Usuna, terminou em último lugar.

Leandro Usuna (Foto: Kelly Cestari – WSL)

Além do argentino, três brasileiros também foram eliminados no segundo dia, o potiguar da elite mundial da World Surf League, Jadson André, o baiano Marco Fernandez e o paulista David do Carmo. Leandro Usuna estreou bem na segunda-feira, passando em segundo lugar na bateria vencida pelo pernambucano Luel Felipe. Mas, Luel perdeu para o francês Jeremy Flores e o catarinense Alejo Muniz no confronto que fechou o primeiro dia. E Leandro Usuna foi barrado no que abriu a terça-feira, pelo francês Joan Duru e o uruguaio Marco Giorgi.

O campeão sul-americano foi eliminado, mas o atual líder do ranking da WSL South America, Thiago Camarão, ainda continua vivo na competição. Ele estreou nas ondas de Willard Beach fazendo o maior placar da segunda-feira na África do Sul, 15,33 pontos, com as notas 7,33 da sua primeira onda e 8,00 da última que surfou contra o norte-americano Parker Coffin, o sul-africano Dylan Lightfoot e o japonês Shun Murakami. Camarão completou a 16.a bateria da segunda fase e vai competir junto com o cearense Michael Rodrigues, contra o italiano da elite do CT, Leonardo Fioravanti, e o espanhol Aritz Aranburu.

Miguel Pupo (Foto: Kelly Cestari – WSL)

O recorde de Thiago Camarão foi batido logo na primeira bateria disputada na terça-feira, com o francês Joan Duru atingindo 16,50 pontos com notas 8,83 e 7,67. O segundo maior placar do segundo dia foi registrado pelo brasileiro Miguel Pupo. O paulista ganhou notas 7,77 e 7,33 nas suas duas melhores ondas para totalizar 15,10 pontos contra o americano Brett Simpson, com ambos despachando o baiano Marco Fernandez e o costa-ricense Noe Mar McGonagle.

SEGUNDA FASE – Ainda faltam onze baterias para fechar a rodada de estreia dos cabeças de chave do QS 10000 Ballito Pro apresentado pela Billabong em KwaZulu-Natal. Apenas uma não terá algum sul-americano disputando classificação para a fase dos 48 melhores. São quatorze brasileiros divididos em dez baterias, com dois tendo que se enfrentar na briga por duas vagas em quatro delas. Na que ficou para abrir a quarta-feira, os catarinenses Yago Dora e Tomas Hermes competem contra o australiano Tom Whitaker e o havaiano Kiron Jabour.

Alejo Muniz (Foto: Kelly Cestari – WSL)

Na terceira do dia, estão Thiago Camarão e Michael Rodrigues, com Leonardo Fioravanti e Aritz Aranburu. Na disputa seguinte, entram o paulista Hizunomê Bettero e o carioca Lucas Silveira, com o australiano Jack Freestone e o norte-americano Parker Coffin. E na bateria que vai fechar a segunda fase, o paulista Flavio Nakagima defende a última vaga na lista dos dez que se classificam para o CT pelo WSL Qualifying Series, contra o catarinense Willian Cardoso, o argentino Santiago Muniz e o australiano Jackson Baker.

TERCEIRA FASE – Outra participação dupla do Brasil também já está confirmada na terceira fase, envolvendo os 48 surfistas que vão disputar a última rodada de confrontos formados por quatro competidores. O líder do ranking, Jessé Mendes, vai entrar junto com o capixaba Krystian Kymerson na segunda bateria, para enfrentar os franceses Jeremy Flores e Marc Lacomare. Alejo Muniz está na primeira contra três surfistas de outros países, assim como o uruguaio Marco Giorgi na quarta e Miguel Pupo na quinta bateria, junto com um dos favoritos ao título em Ballito, o sul-africano Jordy Smith.

Jesse Mendes (Foto: Kelly Cestari – WSL)

O QS 10000 Ballito Pro apresentado pela Billabong continua nesta quarta-feira em KwaZulu-Natal, com a primeira chamada para a 14.a bateria da segunda fase, de Yago Dora e Tomas Hermes, marcada para as 7h00 na África do Sul, 2h00 da madrugada no fuso horário de Brasília, com transmissão ao vivo pelo www.worldsurfleague.com