Deivid Silva e Larissa dos Santos vencem os títulos brasileiros Pro Junior no Pena Little Monster

By abrasp | 25 de janeiro de 2016 | Notícias

Já os campeões do circuito promovido pela Pena foram João Chianca e Yanca Costa na categoria Pro Junior, o potiguar Victor Costa na Sub 16, os cearenses Thiago Eduardo na Sub 14, Cauã Costa na Sub 12 e Guilherme Lemos na Sub 8 e o paraibano Yure Barros na Sub 10.

O paulista Deivid Silva vai completar 21 anos de idade no próximo dia 10 de fevereiro e fechou sua passagem pela categoria Pro Junior conquistando o título brasileiro de 2015 com shows de surfe nas baterias do Pena Little Monster que disputou no domingo em Paracuru, litoral norte do Ceará. Ele tirou duas notas 10 nas direitas do Ronco do Mar no caminho até a final contra o local de Paracuru, Jhones Fran. Mas, no feminino só deu Ceará, com Larissa dos Santos sendo a campeã Pro Junior da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) e Yanca Costa vencendo o circuito promovido pela marca Pena para as categorias de base do esporte, junto com o saquaremense João Chianca no masculino.

Entre os monstrinhos, dois cearenses patrocinados pela Pena festejaram o título de melhor do Pena Little Monster 2015 ganhando as duas etapas, na Bahia e Ceará, Guilherme Lemos na Sub 8 e Cauã Costa, irmão mais jovem de Yanca, sendo bicampeão do circuito na Sub 12. O paraibano Yure Barros também foi bicampeão na Sub 10, mas perdeu a final em Paracuru para Jurgen Marinho, com a nota 9,5 do potiguar na sua primeira onda. O título da Sub 14 foi decidido na última final do domingo no Ronco do Mar e ficou para Thiago Eduardo, com o segundo lugar na bateria vencida por outro cearense, Lucas Bezerra. Na Sub 16, o campeão do circuito foi o potiguar Victor Costa, que ganhou em Itacaré (BA) e também ficou em segundo na final em Paracuru, derrotado pelo alagoano Lucas Marcelo.

Deivid Silva (SP) (Lima Junior / Pena)
Deivid Silva (SP) (Lima Junior / Pena)

O pointbreak de direitas do Ronco do Mar apresentou ondas de 2-3 pés com ótima formação durante os três dias do Pena Little Monster, para os surfistas de 8 a 21 anos de idade darem um show em Paracuru. No entanto, ninguém atacou as ondas como o bicampeão sul-americano Pro Junior, Deivid Silva, com suas manobras explosivas de backside levantando grandes leques de água. Foi assim que o guarujaense fez os recordes do campeonato no domingo, recebendo nota 10 na quarta de final paulista com Raul Reis e na semifinal com o potiguar Deyvson Santos. Deivid somou um 8,5 com a primeira nota máxima e na segunda totalizou 19,25 pontos de 20 possíveis. Na decisão do título brasileiro, conseguiu três notas na casa dos 8 pontos para derrotar o local de Paracuru, Jhones Fran, por 17,35 a 13,00 pontos, e faturar o prêmio máximo de R$ 10.000.

“Estou muito feliz em estar aqui em Paracuru, eu gosto muito desse lugar e ter surfado desse jeito foi demais. A HD (marca que o patrocina) me incentivou bastante pra isso, pois estava um pouco desanimado, então só tenho que agradecer a Deus por terminar meu último ano de Pro Junior como campeão brasileiro”, disse Deivid Silva. “O ano de 2015 foi o melhor ano da minha vida. Eu terminei em 24.o no QS, quase consegui entrar no CT, fui campeão sul-americano Pro Junior de novo e campeão brasileiro agora, que era um título que eu ainda não tinha. Agora vou com tudo pro QS, porque minha meta para 2016 é entrar no CT do ano que vem”.

Na categoria feminina, Larissa dos Santos, 17 anos, pegou a melhor onda que entrou na grande final e a nota 9,00 recebida praticamente confirmou o título de campeã brasileira Pro Junior de 2015 da ABRASP para a cearense. Ela tinha sido a campeã do primeiro circuito Pena Little Monster em 2014, mas perdido a final da etapa de Paracuru para a também cearense Yanca Costa, 16 anos. Neste ano, o resultado se inverteu. Yanca já chegou na decisão com o primeiro lugar no ranking das duas etapas garantido, mas terminou em terceiro, atrás ainda da surfista local de Pararuru, Mayra dos Santos.

“Estou muito emocionada e só tenho que agradecer a Deus, pois se não fosse por Ele, eu não teria ganhado essa etapa e sido campeã brasileira da ABRASP”, disse Larissa dos Santos. “Eu não tenho nem o que falar, só quero agradecer minha família, que é a base de tudo, a (marca) Brazilian Storm por estar acreditando em mim, ter fechado uma parceria comigo, e agora é partir para outros objetivos. Neste ano eu quero correr o Circuito Brasileiro, algumas etapas do QS também e em 2017, quem sabe, estar brigando por vaga na elite mundial”.

Podio Pro Junior (Lima Junior / Pena)
Podio Pro Junior (Lima Junior / Pena)

A nova campeã Pro Junior do circuito Pena Little Monster, Yanca Costa, também pretende começar a disputar competições profissionais em 2016. “Ser campeã desse circuito é um título muito importante na minha carreira e ficou muito irado esse novo formato do Pena Little Monster nessa etapa, de poder tentar um título de campeã brasileira, além de ser campeã do circuito. Nesse ano, pretendo correr todas as etapas do circuito sul-americano Pro Junior e algumas do QS, para ir sentindo como é que é a pressão, para entrar com tudo em 2017”.

No masculino, Deivid Silva já tinha vencido o primeiro circuito Pena Little Monster e agora faturou o título brasileiro, pois o campeão Pro Junior das duas etapas de 2015 foi João Chianca. O surfista de Saquarema (RJ) ganhou a da Bahia em Itacaré e ficou em quinto lugar em Paracuru, perdendo por pouco – 13,65 a 13,20 pontos – para o cearense Lucas Sanders nas quartas de final. No entanto, o título já estava garantido quando seu principal concorrente, o pernambucano Ivan Silva, foi barrado pelo potiguar Deyvson Santos e o paulista Raul Reis no confronto que fechou a primeira rodada do Pro Junior no domingo.

“É muito bom começar o ano com um título. Fiquei muito feliz quando ganhei lá na (Praia da) Tiririca (em Itacaré-BA). Foi uma instigação maior para eu treinar mais e mais”, contou João Chianca, que faturou um prêmio especial da Pena de R$ 3.000 pelo título do circuito. “Acabei chegando nas quartas de final aqui em Paracuru, então, como o Ivan (Silva) que estava disputando o título comigo, perdeu na fase anterior, eu acabei me consagrando campeão do circuito. Esse ano, quero correr todo o circuito sul-americano Pro Junior, algumas etapas do QS também pra somar pontos e vamos ver no que vai dar”.

POTIGUAR CAMPEÃO SUB 16 – Com exceção da categoria Sub 14, os campeões do circuito Pena Little Monster 2015 já estavam definidos antes das baterias finais em Paracuru. Na Sub 16, o potiguar Victor Costa amanheceu o domingo com a liderança no ranking garantida e perdeu a bateria mais fraca de ondas do último dia no Ceará. Ele só conseguiu surfar duas que valeram notas 5,50 e 2,70 para ficar em segundo, superando o cearense Paulo Bruno e o baiano Artur Cerqueira, que não pegaram nada. O alagoano Lucas Marcelo teve mais sorte, começou bem com 8,75 e somou o 4,25 da sua terceira onda para vencer por 13,00 pontos, mas Victor Costa também festejou no domingo.

Podio Feminino (Lima Junior / Pena)
Podio Feminino (Lima Junior / Pena)

“Estou muito feliz por ser campeão do Pena Little Monster. Em 2013, eu fui campeão do Pena Surf Nordeste na categoria Iniciante e venho treinando muito para conseguir os resultados”, disse mais uma revelação de Ponta Negra, em Natal, Victor Costa, que recebe apoio de outro surfista da mesma praia, o top mundial do CT, Jadson André. “Eu cheguei na Bahia focado, consegui a vitória e agora fiz outra final já com o título de campeão Sub 16 confirmado. Eu quero começar a carreira de Pro Junior na World Surf League esse ano, disputando o circuito sul-americano Sub 18. Depois, daqui uns 2 anos, começar a competir no QS para chegar ao topo, que é o WCT”.

Das categorias menores do Pena Little Monster, o único título do circuito decidido na grande final foi o da Sub 14, com três dos quatro surfistas podendo ser o campeão. O alagoano Wellington Reis estava na frente do ranking, mas terminou em último na bateria e o cearense Thiago Eduardo faturou o título. Mesmo com ele ficando em segundo na final vencida pelo seu conterrâneo, Lucas Bezerra, que liderou a bateria desde a nota 8,25 da sua primeira onda. Outro cearense, Cauã Costa, bicampeão da categoria Sub 12, ficou em terceiro na sua segunda final disputada no domingo em Paracuru.

MONSTRINHO DA PENA – Entre os monstrinhos, o atleta patrocinado pela Pena, Cauã Costa, foi o grande destaque nos dois primeiros anos do circuito. Ele ganhou seu segundo título de forma invicta, vencendo a etapa da Bahia em Itacaré e a do Ceará, encerrada domingo em Paracuru, onde no ano passado sofreu sua única derrota na Sub 12 do Pena Little Monster. Cauã surfou duas ondas no critério excelente que valeram notas 8,75 e 8,25 para vencer fácil por 17,00 pontos. O potiguar Fabricio Rocha ficou em segundo com 12,40, seguido pelo cearense Germano Inacio com 10,40 e o paraibano Yure Barros com 7,20 pontos.

“Primeiramente, quero agradecer a Deus, ao meu patrocinador, a Pena, ao meu pai, meu técnico, Bacana, e o campeonato foi show de bola, com todo mundo competindo em altas ondas. Estou muito feliz por ser bicampeão do Pena Little Monster”, disse Cauã Costa. “Eu agora vou mudar para o Rio de Janeiro, vou morar lá no Recreio (dos Bandeirantes), e quero ganhar o Grom Search e também o Hang Loose (circuito paulista). Vou treinar bastante para isso”.

Outro bicampeão do circuito Pena Little Monster foi o paraibano Yure Barros na Sub 10. Assim como Cauã Costa, ele fez duas finais no domingo, mas não venceu nenhuma. Na decisão da Sub 12, cometeu interferência logo no início da bateria e saiu da briga do título. E na Sub 10, o potiguar Jurgen Marinho começou forte, destruindo uma boa onda com uma série de manobras para liderar de ponta a ponta com a nota 9,5 recebida dos juízes. Yure também teve um bom início com nota 7,0, mas não conseguiu uma excelente para superar os 15,75 pontos do potiguar e terminou em segundo com 13,75. Já os cearenses Robson de Souza e Davi Souza não conseguiram pegar boas ondas e ficaram em terceiro e quarto lugar, respectivamente.

“Quero agradecer primeiramente a Deus e ao meu pai que tava torcendo por mim”, disse Yure Barros, que no circuito de 2014 foi campeão em duas categorias, Sub 8 e Sub 10. “O campeonato foi irado e estou feliz por conseguir ser campeão do circuito pela segunda vez na Sub 10. E em 2016 quero tentar ser campeão de novo”.

Já a categoria dos surfistas mais jovens do Pena Little Monster foi dominada pelo cearense Guilherme Lemos, que venceu a etapa da Bahia e foi bicampeão na de Paracuru. “Estou muito feliz por ser campeão do circuito e por vencer aqui em Paracuru pela segunda vez. Tudo isso era um sonho muito importante pra mim e no futuro quero estar no WCT com a Pena, que fez o campeonato e que me patrocina”, disse o pequenino Guilherme Lemos.

A etapa final do Pena Little Monster 2015 foi apresentada pela CT Wax e patrocinada pela Pena e Prefeitura Municipal de Paracuru, também contando com o apoio do Hotel Vento Brasil e da Associação de Surf de Paracuru (ASPA), além da organização da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) na categoria Pro Junior. O circuito realizado pela Top 16 Promoções em conjunto com a Federação de Surf do Estado do Ceará, foi transmitido ao vivo pelo site www.pena.com.br que tem todos os resultados e rankings das sete categorias disputadas.

———————————————————–
João Carvalho – JBC Notícias e Assessoria do Surf
Assessoria de Imprensa do Pena Little Monster 2015
(48) 9988-2986 – jbcsurfnews@hotmail.com
———————————————————–

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO PENA LITTLE MONSTER 2015:

FINAL PRO JUNIOR – Campeão=1.000 pontos / Vice-campeão=860 pontos:
Campeão brasileiro Pro Junior 2015: Deivid Silva (SP) por 17,35 pontos (8,75+8,60) – R$ 10.000
Vice-campeão: Jhones Fran (CE) com 13,00 pontos (notas 7,50+5,50) – R$ 4.000
Campeão do circuito Pena Little Monster 2015: João Chianca (RJ) – R$ 3.000 de prêmio

PRO JUNIOR – SEMIFINAIS – 3.o lugar com 730 pontos e R$ 2.000 de prêmio:
1.a: Jones Fran (CE) 13.75 x 10.75 Lucas Sanders (CE)
2.a: Deivid Silva (SP) 19.25 x 15.00 Deyvson Santos (RN)

PRO JUNIOR – QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 610 pontos e R$ 500 de prêmio:
1.a: Lucas Sanders (CE) 13.65 x 13.20 João Chianca (RJ)
2.a: Jones Fran (CE) 14.90 x 12.25 Saulo Barros (CE)
3.a: Deivid Silva (SP) 18.50 x 9.90 Raul Reis (SP)
4.a Deyvson Santos (RN) 17.10 x 11.80 Carlos Rodrigues (RN)

PRO JUNIOR – TERCEIRA FASE – 3.o=9.o lugar (500 pontos) e 4.o=13.o lugar (450 pontos):
1.a: 1-Lucas Sanders (CE), 2-Saulo Barros (CE), 3-Amando Tenorio (AL), 4-Nayson Costa (PA)
2.a: 1-Jones Fran (CE), 2-João Chianca (RJ), 3-Gabriel André (SP), 4-Israel Junior (RN)
3.a: 1-Deivid Silva (SP), 2-Carlos Rodrigues (RN), 3-Jannifer Souza (CE), 4-Kim Matheus (SP)
4.a: 1-Deyvson Santos (RN), 2-Raul Reis (SP), 3-Ivan Silva (PE), 4-Lucas Marcelo (AL)

FINAL FEMININA – 1.o=1.000 pontos / 2.o=860 pontos / 3.o=730 pontos / 4.o=670 pontos:
Campeã brasileira Pro Junior: Larissa dos Santos (CE) por 13,25 pontos (9,00+4,25) – R$ 2.500
Vice-campeã: Mayra da Silva (CE) com 11,65 pontos – notas 6,00+5,65 – R$ 1.000
Terceiro lugar: Yanca Costa (CE) com 10,25 pontos – notas 6,50+3,75 – R$ 800
Quarto lugar: Julia Santos (SP) com 8,95 pontos – notas 5,70+3,25 – R$ 700
Campeã do circuito Pena Little Monster 2015: Yanca Costa (CE) – R$ 2.000 de prêmio

SEMIFINAIS PRO JUNIOR FEMININO – 3.a=5.o lugar (610 pontos) e 4.a=7.o lugar (555 pts):
1.a: 1-Larissa dos Santos (CE), 2-Yanca Costa (CE), 3-Raissa Fernandes (PB), 4-Juliana Souza (CE)
2.a: 1-Mayra da Silva (CE), 2-Julia Santos (SP), 2.a: 3-Leticia Cavalcante (CE), 4-Ariane Gomes (CE)

FINAL SUB 16 – 1.o=1.000 pontos / 2.o=900 pontos / 3.o=810 pontos / 4.o=729 pontos:
1.o: Lucas Marcelo (AL) por 13,00 pontos – notas 8,75+4,25
2.o: Victor Costa (RN) com 8,20 pontos – notas 5,50+2,70
3.o: Artur Cerqueira (BA) com 1,25 pontos – única onda
4.o: Paulo Bruno (CE) com 1,00 ponto – única onda
Campeão Sub 16 do Pena Little Monster 2015: Victor Costa (RN)

FINAL SUB 14 – 1.o=1.000 pontos / 2.o=900 pontos / 3.o=810 pontos / 4.o=729 pontos:
1.o: Lucas Bezerra (CE) por 15,25 pontos – notas 8,50+6,75
2.o: Thiago Eduardo (CE) com 13,95 pontos – notas 8,25+5,70
3.o: Cauã Costa (CE) com 11,00 pontos – notas 5,85+5,15
4.o: Wellington Reis (AL) com 9,35 pontos – notas 6,35+3,00
Campeão Sub 14 do Pena Little Monster 2015: Thiago Eduardo (CE)

FINAL SUB 12 – 1.o=1.000 pontos / 2.o=900 pontos / 3.o=810 pontos / 4.o=729 pontos:
1.o: Cauã Costa (CE) por 17,00 pontos – notas 8,75+8,25
2.o: Fabricio Rocha (RN) com 12,40 pontos – notas 6,25+6,15
3.o: Germano Inacio (CE) com 10,40 pontos – notas 5,40+5,00
4.o: Yure Barros (PB) com 7,20 pontos – notas 5,45+1,75
Bicampeão Sub 12 do Pena Little Monster: Cauã Costa (CE)

FINAL SUB 10 – 1.o=1.000 pontos / 2.o=900 pontos / 3.o=810 pontos / 4.o=729 pontos:
1.o: Jurgen Marinho (RN) por 15,75 pontos – notas 9,50+6,25
2.o: Yure Barros (PB) com 13,75 pontos – notas 7,00+6,75
3.o: Robson de Souza (CE) com 8,75 pontos – notas 5,50+3,25
4.o: Davi Souza (CE) com 6,00 pontos – notas 3,40+2,60
Bicampeão Sub 10 do Pena Little Monster: Yure Barros (PB)

FINAL SUB 08 – 1.o=1.000 pontos / 2.o=900 pontos / 3.o=810 pontos / 4.o=729 pontos:
1.o: Guilherme Lemos (CE) por 17,00 pontos – notas 9,00+8,00
2.o: Gabriel Dantas (RJ) com 10,90 pontos – notas 7,00+3,90
3.o: Marco Pedersen (CE) com 9,15 pontos – notas 5,50+3,65
4.o: Victor Santos (RN) com 5,50 pontos – única onda
Campeão Sub 8 do Pena Little Monster 2015: Guilherme Lemos (CE)

SUB 08 – SEMIFINAIS – 3.o=5.o lugar (656 pontos) e 4.o=7.o lugar (531 pontos):
1.a: 1-Guilherme Lemos (CE), 2-Gabriel Dantas (RJ), 3-Pamela Lopes (CE), 4-Kevin Slater (CE)
2.a: 1-Victor Santos (RN), 2-Marco Pedersen (CE), 3-Josué Rodrigues (CE), 4-Luna Vieira (CE)