Filipe Toledo conquista segunda vitória no Vans US Open of Surfing

By abrasp | 2 de agosto de 2016 | Notícias

O brasileiro Filipe Toledo levou a multidão que lotou o famoso píer de Huntington Beach no domingo ao delírio, com seus aéreos decidindo a conquista do segundo título nos três últimos anos do campeonato mais tradicional dos Estados Unidos, no maior palco do esporte na Califórnia. E quase que a decisão foi 100% brasileira como em 2014, quando Filipe derrotou o catarinense Willian Cardoso na final. Mas, o jovem australiano Ethan Ewing, 18 anos, barrou o campeão mundial Adriano de Souza nas semifinais e agora é o vice-líder no ranking do WSL Qualifying Series. O baiano Bino Lopes também competiu no domingo e entrou no grupo dos dez que se classificam para o CT com o quinto lugar no QS 10000 Vans US Open of Surfing.

Tatiana Weston-Webb (Foto: Van Kirk - WSL)
Tatiana Weston-Webb (Foto: Van Kirk – WSL)

No domingo, também foi encerrada a sexta etapa do Samsung Galaxy WSL Women´s Championship Tour em Huntington Beach, com uma decisão inédita para duas havaianas, que deixaram as líderes do ranking pelo caminho até a final. A mais jovem, Tatiana Weston-Webb, 20 anos, surfou a melhor onda da bateria para comemorar a sua primeira vitória da carreira no CT. Malia Manuel, 22, terminou em segundo lugar, mas fez uma semifinal brilhante contra a australiana Tyler Wright, que retomou a lycra amarela de número 1 do Jeep WSL Leader da americana Courtney Conlogue, barrada pela campeã Tatiana nas quartas de final.

“Para ser honesta, eu estava muito decepcionada por ter perdido na primeira fase do QS 6000 Supergirl Pro na semana passada e eu só queria ter a minha confiança de volta”, disse Tatiana Weston-Webb, que subiu da sexta para a terceira posição no ranking com a vitória no Vans US Open of Surfing. “Eu sabia que esse evento ia ser muito difícil, especialmente por enfrentar a Courtney (Conlogue) hoje. Ela está em casa e surfa de forma incrível aqui, então toda a confiança voltou quando ganhei dela. A final foi contra minha amiga Malia (Manuel), que vem arrebentando em todos os eventos, então a gente só procurou surfar nosso melhor e estou muito feliz pela vitória, que certamente ficará marcada para sempre na minha vida”.

O próximo desafio na acirrada disputa pelo título mundial no Samsung Galaxy WSL Women´s Championship Tour, será também na Califórnia, com as meninas voltando a competir nas ondas de Lower Trestles, em San Clemente, de 7 a 18 de setembro nos Estados Unidos. Assim como no US Open, a batalha pela lycra amarela do Jeep WSL Leader será fase a fase entre a agora líder Tyler Wright e Courtney Conlogue. A australiana permanece na frente se as duas terminarem empatadas no Swatch Trestles Women´s Pro e agora é a norte-americana que precisa ficar uma posição à frente para retomar a ponta do ranking ainda na Califórnia.

Filipe Toledo (Foto: Kenneth Morris - WSL)
Filipe Toledo (Foto: Kenneth Morris – WSL)

BICAMPEÃO DO US OPEN – O CT masculino retorna em agosto com o Billabong Pro Teahupoo nos dias 19 a 30 no Taiti, então alguns tops da elite aproveitaram o intervalo para competir no QS 10000 US Open. Como Filipe Toledo, que conquistou o bicampeonato em Huntington Beach, provando mais uma vez ser um dos melhores do mundo em “beach breaks” (praias com fundo de areia). O campeão mundial Adriano de Souza também prestigiou o evento e apenas dois dos oito finalistas que chegaram no domingo não eram do CT, o australiano Ethan Ewing, que derrotou Mineirinho nas semifinais, e o baiano Bino Lopes, novo integrante do grupo dos dez indicados pelo QS para a divisão principal da World Surf League.

O domingo decisivo em Huntington Beach começou com Ethan Ewing barrando um top da elite, Ryan Callinan. O havaiano Sebastian Zietz foi derrotado por Adriano de Souza na disputa seguinte. O norte-americano Kanoa Igarashi também confirmou o favoritismo contra o baiano Bino Lopes. E Filipe Toledo começou o seu show de aéreos contra o taitiano Michel Bourez no segundo confronto direto entre tops da elite nas quartas de final.

Nas semifinais, o jovem australiano de apenas 18 anos de idade surpreendeu de novo ao barrar o campeão mundial Adriano de Souza por uma pequena vantagem de 14,60 a 13,53 pontos. Ethan Ewing começou bem com uma nota 7,83, que depois foi igualada por Mineirinho. A segunda onda computada acabou decidindo a bateria e o australiano somou um 6,77, contra 5,70 do brasileiro, para ganhar a primeira vaga na grande final.

Ethan Ewing (Foto: Kenneth Morris - WSL)
Ethan Ewing (Foto: Kenneth Morris – WSL)

A segunda foi vencida por Filipe Toledo com o maior placar do último dia. Foi, talvez, sua melhor apresentação depois da contusão sofrida no início da temporada na Gold Coast, Austrália. Filipinho usou a sua incrível variedade de aéreos e de manobras modernas de borda também para despachar o vice-campeão do US Open no ano passado, Kanoa Igarashi, última esperança de título norte-americano. A melhor onda de Filipe valeu 8,17 para totalizar 15,67 pontos, contra 13,40 do mais jovem integrante do CT este ano, com 18 anos de idade.

DECISÃO DO TÍTULO – Na grande final, Filipe Toledo continuou com a tática de pegar várias ondas e seguir arriscando as manobras aéreas para aumentar suas notas. Ele novamente completou as aterrisagens para tirar notas 7,83 e 7,07 em duas ondas seguidas. Elas construíram o placar da sua segunda vitória no prestigiado US Open of Surfing, por 14,90 a 10,46 pontos do australiano Ethan Ewing. O título valeu um prêmio de 40 mil dólares e os 10.000 pontos levaram Filipe Toledo direto para a nona posição do ranking na sua primeira participação em etapas do WSL Qualifying Series esse ano.

“Este é o momento mais especial para mim, depois de uma semana de surfe abençoada contra todos esses grandes surfistas”, disse Filipe Toledo, que mora na Califórnia com toda a família. “Estou muito feliz por ter dois títulos do US Open, a multidão aqui em Huntington é incrível e tenho todo o apoio da minha família e amigos. Este resultado aumenta minha confiança para competir no Taiti (próxima etapa do CT). Eu sei que é uma onda totalmente diferente, mas vencer um campeonato sempre te dá uma motivação extra”, completou Filipe, que atravessou a multidão pela praia carregado nos ombros dos seus irmãos do mar até o pódio.

Bino Lopes (Foto: Van Kirk - WSL)
Bino Lopes (Foto: Van Kirk – WSL)

G-10 PARA O CT 2017 – Mesmo perdendo a final, Ethan Ewing consolidou sua classificação para o CT do ano que vem com o vice-campeonato no Vans US Open of Surfing. Ele tiraria a liderança do italiano Leonardo Fioravanti se vencesse o QS 10000 dos Estados Unidos, mas subiu do sexto para o segundo lugar com os 8.000 pontos recebidos. O resultado da segunda etapa com status máximo do ano, provocou duas mudanças na lista dos dez surfistas que o ranking do WSL Qualifying Series classifica para completar a elite dos top-34 que disputa o título mundial da World Surf League.

Uma delas é o brasileiro Bino Lopes. Ele entrou no G-10 quando se classificou para a quarta fase na quinta-feira, tirando a vaga do australiano Cooper Chapman. Na sexta-feira, subiu do nono para o sétimo lugar com a passagem para as oitavas de final. No sábado, venceu mais uma bateria e foi do sétimo para o sexto lugar quando avançou para o domingo decisivo. No último dia, não achou boas ondas contra o norte-americano Kanoa Igarashi, mas a missão já estava cumprida, pois sai dos Estados Unidos bem posicionado no ranking.

Além de Bino Lopes, o outro único brasileiro no G-10 é o paulista Deivid Silva, que tinha chance de assumir a ponta do ranking no US Open, mas acabou caindo da quarta para a quinta posição. E a outra novidade no G-10 é o australiano Ryan Callinan, que também perdeu nas quartas de final e ficou em quinto lugar no US Open. Ele é um dos estreantes na elite deste ano, mas não está conseguindo ficar entre os 22 primeiros colocados do CT que são mantidos entre os top-34 para o ano que vem e tenta garantir sua permanência pelo ranking de acesso. Ele chegou na Califórnia em 24.o lugar e agora é o sétimo colocado.

Mais informações do Vans US Open of Surfing, como resultados, notícias, fotos e vídeos, podem ser acessadas pelo www.worldsurfleague.com e outras notícias destacando a participação sul-americana no www.wslsouthamerica.com

Adriano de Souza (Foto: Kenneth Morris - WSL)
Adriano de Souza (Foto: Kenneth Morris – WSL)

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO SAMSUNG GALAXY WSL WOMEN´S CHAMPIONSHIP TOUR:

Os campeões Filipe Toledo e Tatiana Weston-Webb (Foto: Van Kirk - WSL)
Os campeões Filipe Toledo e Tatiana Weston-Webb (Foto: Van Kirk – WSL)

Campeã: Tatiana Weston-Webb (HAV) por 12,96 pontos (7,33+5,63) – US$ 60.000 e 10.000 pontos

Vice-campeã: Malia Manuel (HAV) com 11,34 pontos (notas 6,17+5,17) – US$ 30.000 e 8.000 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 6.500 pontos e US$ 18.250 de prêmio:

1.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) 14.26 x 10.96 Lakey Peterson (EUA)

2.a: Malia Manuel (HAV) 13.33 x 10.83 Tyler Wright (AUS

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 5.200 pontos e US$ 13.250 de prêmio:

1.a: Lakey Peterson (EUA) 12.50 x 11.17 Sage Erickson (EUA)

2.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) 15.23 x 15.00 Courtney Conlogue (EUA)

3.a: Tyler Wright (AUS) 14.10 x 11.17 Keely Andrew (AUS)

4.a: Malia Manuel (HAV) 10.50 x 9.74 Stephanie Gilmore (AUS)

TOP-10 DO JEEP WSL WOMEN´S RANKING – 6 etapas:

1.a: Tyler Wright (AUS) – 43.450 pontos

2.a: Courtney Conlogue (EUA) – 42.900

3.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) – 35.150

4.a: Carissa Moore (HAV) – 34.500

5.a: Sally Fitzgibbons (AUS) – 31.450

6.a: Johanne Defay (FRA) – 30.400

7.a: Stephanie Gilmore (AUS) – 29.300

8.a: Malia Manuel (HAV) – 28.300

9.a: Sage Erickson (EUA) – 22.050

10: Bianca Buitendag (AFR) – 21.800

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO QS 10000 VANS US OPEN OF SURFING:

Filipe Toledo (Foto: Van Kirk - WSL)
Filipe Toledo (Foto: Van Kirk – WSL)

Campeão: Filipe Toledo (BRA) por 14,90 pontos (notas 7,83+7,07) – US$ 40.000 e 10.000 pontos

Vice-campeão: Ethan Ewing (AUS) com 10,46 pontos (6,13+4,33) – US$ 20.000 e 8.000 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 6.500 pontos e US$ 11.000 de prêmio:

1.a: Ethan Ewing (AUS) 14.60 x 13.53 Adriano de Souza (BRA)

2.a: Filipe Toledo (BRA) 15.67 x 13.40 Kanoa Igarashi (EUA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 5.200 pontos e US$ 7.000 de prêmio:

1.a: Ethan Ewing (AUS) 13.40 x 12.40 Ryan Callinan (AUS)

2.a: Adriano de Souza (BRA) 13.43 x 3.63 Sebastian Zietz (HAV)

3.a: Kanoa Igarashi (EUA) 13.04 x 11.83 Bino Lopes (BRA)

4.a: Filipe Toledo (BRA) 14.20 x 12.63 Michel Bourez (TAH)

G-10 DO WSL QUALIFYING SERIES – 32 etapas:

1.o: Leonardo Firoravanti (ITA) – 17.750 pontos

2.o: Ethan Ewing (AUS) – 16.500

3.o: Connor O´Leary (AUS) – 14.700

4.o: Joan Duru (FRA) – 13.480

5.o: Deivid Silva (BRA) – 12.680

6.o: Bino Lopes (BRA) – 11.610

7.o: Ryan Callinan (AUS) – 10.750

8.o: Ezekiel Lau (HAV) – 10.300

9.o: Filipe Toledo (BRA) – 10.000

10: Evan Geiselman (EUA) – 9.400

11: Dion Atkinson (AUS) – 9.350

———sul-americanos até 100.o lugar:

29: Adriano de Souza (BRA) – 6.500 pontos

31: Tomas Hermes (BRA) – 6.420

33: Santiago Muniz (ARG) – 5.955

35: Krystian Kymerson (BRA) – 5.875

37: Jessé Mendes (BRA) – 5.860

39: Michael Rodrigues (BRA) – 5.650

42: Heitor Alves (BRA) – 5.185

44: Victor Bernardo (BRA) – 4.920

49: Hizunomê Bettero (BRA) – 4.600

51: David do Carmo (BRA) – 4.500

53: Marco Fernandez (BRA) – 4.430

56: Marco Giorgi (URU) – 4.330

66: Willian Cardoso (BRA) – 3.900

72: Robson Santos (BRA) – 3.650

76: Thiago Camarão (BRA) – 3.400

78: Ian Gouveia (BRA) – 3.360

79: Leandro Usuna (ARG) – 3.345

82: Messias Felix (BRA) – 3.300

91: Luel Felipe (BRA) – 2.970

92: Flavio Nakagima (BRA) – 2.940

93: Rafael Teixeira (BRA) – 2.925

97: Lucas Silveira (BRA) – 2.810

103: Yago Dora (BRA) – 2.750

104: Miguel Tudela (PER) – 2.740

107: Alonso Correa (PER) – 2.680

RESULTADOS DOS SUL-AMERICANOS NAS PRIMEIRAS FASES DO QS 1000 US OPEN:

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com 3.700 pontos e US$ 4.300 de prêmio:

4.a: Adriano de Souza (BRA) 12.36 x 12.23 Nathan Yeomans (EUA)

6.a: Bino Lopes (BRA) 13.60 x 9.16 Torrey Meister (HAV)

7.a: Filipe Toledo (BRA) 14.67 x 11.84 Maxime Huscenot (FRA)

QUARTA FASE – 1.o e 2.o=Oitavas de Final / 3.o=17.o lugar com US$ 2.700 e 2.200 pts):

4.a: 1-Adriano de Souza (BRA)=15.10, 2-Davey Cathels (AUS)=14.27, 3-Stu Kennedy (AUS)=12.53

5.a: 1-Conner Coffin (EUA)=10.13, 2-Bino Lopes (BRA)=10.04, 3-Matt Banting (AUS)=8.40

7.a: 1-Filipe Toledo (BRA)=13.83, 2-Michel Bourez (TAH)=13.60, 3-Deivid Silva (BRA)=13.03

TERCEIRA FASE – 3.o=25.o lugar (US$ 1.900 e 1.100 pts) e 4.o=37.o ($ 1.600 e 1.000 pts):

2.a: 1-Hiroto Ohhara (JPN), 2-Mitch Coleborn (AUS), 3-Heitor Alves (BRA), 4-Gony Zubizarreta (ESP)

3.a: 1-Ryan Callinan (AUS), 2-Mitch Crews (AUS), 3-Jadson André (BRA), 4-Kolohe Andino (EUA)

4.a: 1-Sebastian Zietz (HAV), 2-Stu Kennedy (AUS), 3-Charles Martin (GLP), 4-Jessé Mendes (BRA)

6.a: 1-Adriano de Souza (BRA), 2-Nathan Yeomans (EUA), 3-Granger Larsen (HAV), 4-Tom Whitaker (AUS)

7.a: 1-Bino Lopes (BRA), 2-Griffin Colapinto (EUA), 3-Billy Stairmand (NZL), 4-Yago Dora (BRA)

9.a: 1-Torrey Meister (HAV), 2-Matt Banting (AUS), 3-Evan Geiselman (EUA), 4-Tomas Hermes (BRA)

10: 1-Filipe Toledo (BRA), 2-Brett Simpson (EUA), 3-Jeremy Fores (FRA), 4-Santiago Muniz (ARG)

11: 1-Deivid Silva (BRA), 2-Maxime Huscenot (FRA), 3-Tanner Gudauskas (EUA), 4-Michael Rodrigues (BRA)

SEGUNDA FASE – 3.o=49.o lugar (US$ 1.000 e 600 pts) e 4.o=73.o lugar (US$ 750 e 550 pts):

1.a: 1-Ethan Ewing (AUS), 2-Heitor Alves (BRA), 3-Thomas Woods (AUS), 4-Julian Wilson (AUS)

3.a: 1-Hiroto Ohhara (JPN), 2-Patrick Gudauskas (EUA), 3-Luel Felipe (BRA), 4-Alejo Muniz (BRA)

5.a: 1-Kolohe Andino (EUA), 2-Jessé Mendes (BRA), 3-Ricardo Christie (NZL), 4-Marco Giorgi (URU)

6.a: 1-Jadson André (BRA), 2-Charles Martin (GLP), 3-Cooper Chapman (AUS), 4-Nathan Florence (HAV)

8.a: 1-Sebastian Zietz (HAV), 2-Mitch Crews (AUS), 3-Victor Bernardo (BRA), 4-Caio Ibelli (BRA)

9.a: 1-Kiron Jabour (HAV), 2-Tom Whitaker (AUS), 3-Miguel Pupo (BRA), 4-Ramzi Boukhiam (MAR)

10: 1-Davey Cathels (AUS), 2-Nathan Yeomans (EUA), 3-Thiago Camarão (BRA), 4-Dusty Payne (HAV)

12: 1-Adriano de Souza (BRA), 2-Mihimana Braye (TAH), 3-David do Carmo (BRA), 4-Mateia Hiquily (TAH)

13: 1-Griffin Colapinto (EUA), 2-Jordy Smith (AFR), 3-Hizunomê Bettero (BRA), 4-Wade Carmichael (AUS)

14: 1-Yago Dora (BRA), 2-Joan Duru (FRA), 3-Alex Ribeiro (BRA), 4-Jack Robinson (AUS)

15: 1-Conner Coffin (EUA), 2-Bino Lopes (BRA), 3-Vasco Ribeiro (PRT), 4-Ian Gouveia (BRA)

16: 1-Kanoa Igarashi (EUA), 2-Billy Stairmand (NZL), 3-Marc Lacomare (FRA), 4-Robson Santos (BRA)

17: 1-Torrey Meister (HAV), 2-Santiago Muniz (ARG), 3-Aritz Aranburu (ESP), 4-Willian Cardoso (BRA)

20: 1-Filipe Toledo (BRA), 2-Tomas Hermes (BRA), 3-Tanner Hendrickson (HAV), 4-Kaito Kino (HAV)

21: 1-Tanner Gudauskas (EUA), 2-Pedro Henrique (PRT), 3-Nat Young (EUA), 4-Michael February (AFR)

22: 2-Jack Freestone (AUS), 2-Maxime Huscenot (FRA), 3-Lucas Silveira (BRA), 4-Beyrick De Vries (AFR)

23: 1-Carlos Munoz (CRI), 2-Deivid Silva (BRA), 3-Yadin Nicol (AUS), 4-Kai Otton (AUS)

24: 1-Michel Bourez (TAH), 2-Michael Rodrigues (BRA), 3-Joshua Moniz (HAV), 4-Nathan Hedge (AUS)

PRIMEIRA FASE – 3.o=97.o lugar (US$ 500 e 200 pts) e 4.o=105.o lugar (US$ 500 e 190 pts):

1.a: 1-Ethan Ewing (AUS), 2-Luel Felipe (BRA), 3-Miguel Tudela (PER), 4-Derek Peters (EUA)

2.a: 1-Gony Zubizarreta (ESP), 2-Marco Giorgi (URU), 3-O`Neill Massin (TAH), 4-Perth Standlick (AUS)

3.a: 1-Victor Bernardo (BRA), 2-Kiron Jabour (HAV), 3-Steven Pierson (TAH), 4-Marlon Lipke (PRT)

4.a: 1-Thiago Camarão (BRA), 2-Mihimana Braye (TAH), 3-Hiroto Arai (JPN), 4-Tim Reyes (EUA)

5.a: 1-Griffin Colapinto (EUA), 2-Ian Gouveia (BRA), 3-Krystian Kymerson (BRA), 4-Kaito Ohashi (JPN)

6.a: 1-Robson Santos (BRA), 2-Torrey Meister (HAV), 3-Brian Toth (PRI), 4-Jonathan Gonzalez (CNY)

7.a: 1-Kaito Kino (JPN), 2-Michael February (AFR), 3-Marco Fernandez (BRA), 4-Mason Ho (HAV)

8.a: 1-Lucas Silveira (BRA), 2-Joshua Moniz (HAV), 3-Dale Lovelock (AUS), 4-Messias Felix (BRA)