Seis brasileiros estão nas oitavas de final em Newcastle

By abrasp | 24 de fevereiro de 2017 | Notícias

Os brasileiros brilharam nas ondas de 3 pés da sexta-feira em Merewether Beach, na Austrália. Dos sete que disputaram classificação para as oitavas de final do tradicional Surfest Newcastle, apenas Jean da Silva não passou porque estava numa bateria 100% catarinense contra Alejo Muniz e Yago Dora. Outro catarinense, Willian Cardoso, o paulista Jessé Mendes e o cearense Michael Rodrigues, também seguem na disputa do título do QS 6000 Maitland and Port Stephens Toyota Pro. E a cearense Silvana Lima vai enfrentar a havaiana Tatiana Weston-Webb na abertura das oitavas de final do QS 6000 Anditi Women´s Pro neste sábado em Newcastle.

Silvana Lima (Foto: Grant Sproule - WSL)
Silvana Lima (Foto: Grant Sproule – WSL)

A quarta fase feminina abriu a sexta-feira em Merewether Beach e Silvana perdeu o segundo confronto do dia para a havaiana Mahina Maeda. Com as condições do mar desfavoráveis para decolar nos aéreos, a brasileira variou manobras potentes de borda para liderar toda a bateria. Somente nos minutos finais foi ultrapassada, mas não pela japonesa Nao Omura, que ficou em último lugar. Silvana avançou em segundo e sua próxima adversária é uma top do CT, a havaiana Tatiana Weston-Webb. Elas vão disputar a primeira vaga para as quartas de final do QS 6000 Anditi Women´s Pro.

A quarta fase masculina começou depois da feminina e o catarinense Willian Cardoso também se classificou em segundo lugar para as oitavas de final na bateria vencida pelo havaiano Ezekiel Lau, uma das novidades do CT esse ano. Willian usou o seu “power surf” para tirar uma nota 8,33 que decidiu sua classificação, eliminando o australiano Reef Heazlewood. O catarinense vai agora encarar um local de Newcastle, Ryan Callinan, na segunda oitava de final.

DUELO BRASILEIRO – Entre os brasileiros, o cearense Michael Rodrigues foi um dos destaques do dia. Ele fez grandes apresentações, acertou as manobras e recebeu duas notas na casa dos 8 pontos para derrotar dois australianos, Cooper Chapman e Nicholas Squiers. Os 16,24 pontos do cearense só foram batidos no último confronto do dia pelo italiano Leonardo Fioravanti, que atingiu 16,43 na bateria que eliminou o argentino Santiago Muniz.

Michael Rodrigues terá agora um duelo brasileiro com o paulista Jessé Mendes nas oitavas de final. O bom é que um já está garantido nas quartas de final, mas um sairá da briga do título no primeiro QS 6000 do ano. Jessé também competiu sozinho contra dois surfistas de outros países e superou o português Frederico Morais na briga pelo segundo lugar, despachando o novo top do CT por 11,43 a 9,74 pontos. O vencedor foi o francês Jorgann Couzinet com 11,60.

Alejo Muniz (Foto: Tom Bennett - WSL)
Alejo Muniz (Foto: Tom Bennett – WSL)

BATERIA CATARINENSE – Duas baterias depois, três catarinenses entraram no mar para disputar duas vagas para as oitavas de final. Alejo Muniz perdeu sua vaga no CT no ano passado e começou bem, atingindo imbatíveis 13,60 pontos com as notas 6,83 e 6,77 das primeiras ondas que surfou. A briga pelo segundo lugar foi acirrada e definida por décimos de diferença, com o jovem Yago Dora barrando Jean da Silva por 10,90 a 10,33 pontos.

“Eu tive sorte de encontrar aquelas ondas no início, pois as condições do mar foram piorando durante a bateria”, disse Alejo Muniz. “Eu precisei ter muita paciência, pois não tinha como melhorar minhas notas, mas estou feliz que deu tudo certo. É sempre difícil competir contra amigos, como o Jean (da Silva), mas é legal também porque fizemos isso juntos desde que éramos muito jovens. Eu senti que estávamos todos bem preparados para as condições (do mar) de hoje (sexta-feira), até porque as ondas estão parecidas com as do verão lá no Brasil”.

Nas oitavas de final, Yago Dora vai enfrentar o norte-americano Tanner Gudauskas na quinta bateria e Alejo Muniz entra na seguinte com um novo top do CT, o francês Joan Duru. Depois tem um confronto australiano entre Mitch Coleborn e Jacob Willcox e o italiano Leonardo Fioravanti disputa a última vaga para as quartas de final com o havaiano Seth Moniz.

O QS 6000 Maitland and Port Stephens Toyota Pro e o QS 6000 Anditi Women´s Pro estão sendo transmitidos ao vivo de Newcastle pelo www.worldsurfleague.com