Silvana Lima e Dominic Barona entram no G-6 no QS 6000 do México

By abrasp | 13 de junho de 2016 | Feminino

A equatoriana Dominic Barona ficou muito perto de conquistar a sua primeira vitória em etapas importantes do WSL Qualifying Series. Ela perdeu o título do QS 6000 Los Cabos Open of Surf com a onda surfada no último minuto pela australiana Bronte Macaulay, que valeu nota 8,17 para virar o placar para 14,67 a 13,90 pontos. Mesmo com o vice-campeonato, Dominic Barona botou o Equador na lista provisória das seis surfistas que se classificam para a elite das top-17 do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour. A campeã Bronte Macaulay e a brasileira Silvana Lima, derrotada nas semifinais pela equatoriana, também ingresssaram no G-6 com seus resultados nas ondas de Zippers Beach, na Costa Azul de San Jose del Cabo, no México.

Dominic Barona (Foto: Divulgação WSL North America)
Dominic Barona (Foto: Divulgação WSL North America)

“Eu estou muito feliz por ter conseguido chegar na final deste evento. Foi realmente um sonho se tornando realidade”, disse Dominic Barona. “Eu sabia que poderia vencer o campeonato, mas cometi alguns erros na bateria que me custaram o título. Mesmo assim, eu sou muito grata à Deus por ter tido essa oportunidade de estar aqui entre amigas e fazendo o que eu mais amo. Eu acho que isso é o mais importante para mim”.

A grande final começou meio lenta, mas terminou de forma emocionante com as ondas surfadas nos últimos minutos pelas duas competidoras. Dominic Barona largou na frente com notas 5,00 e 5,63, contra 4,17 e 6,17 de Bronte Macaulay. A equatoriana achou uma onda abrindo a parede para fazer mais manobras e recebeu 7,33, com a australiana respondendo com 5,43. Mas, Bronte reagiu nos minutos finais e acabou conquistando a vitória nas duas últimas ondas que surfou. A penúltima valeu 6,50 e depois tirou a maior nota da bateria, com o 8,17 garantindo a vitória de virada por 14,67 a 13,90, pois a última da equatoriana foi 6,57.

“Eu fiquei muito contente por ter vindo aquela onda no final e estou na Lua agora de tanta felicidade por ganhar este evento”, disse Bronte Macaulay, que vem substituindo a contundida Lakey Peterson (EUA) nas etapas do CT esse ano. “É realmente emocionante você pegar uma onda como essa no minuto final e conseguir a pontuação que você precisava pra vencer. Nem posso acreditar que ganhei meu primeiro QS 6000 e estes pontos são muito valiosos. O último QS que disputei foi em fevereiro e é até estranho isso, mas venho competindo direto e a experiência no CT tem me ajudado muito para vencer essas meninas incríveis”.

A campeã Bronte Macaulay (Foto: Divulgação WSL North America)
A campeã Bronte Macaulay (Foto: Divulgação WSL North America)

Outra grande apresentação da única surfista do Equador a competir no Circuito Mundial da World Surf League, foi na semifinal sul-americana com a brasileira Silvana Lima. A cearense vinha sendo o grande destaque da competição, principalmente pelos aéreos que já fazem parte do seu repertório de manobras para tirar maiores notas dos juízes, pois poucas meninas se arriscam a voar nas baterias. Não entraram muitas ondas boas para elas neste confronto e Dominic Barona acabou levando a melhor por conseguir somar duas notas na casa dos 6 pontos no placar encerrado em 13,60 a 10,67 pontos.

“Eu quase não venho aqui para o México para participar deste evento por não ter patrocínio”, contou Dominic Barona. “Eu tive que vender algumas pranchas para juntar dinheiro e a Ecuasol me ajudou bastante também para poder disputar esse campeonato. Estou feliz por estar aqui, mas está sendo muito difícil para as meninas da América Latina competirem sem apoio e espero que isso mude logo. São esses tipos de desafios que fazem você perseguir seus sonhos e seguir em frente na vida”.

Silvana Lima já havia ingressado na zona de classificação para o CT 2017 quando ganhou o confronto direto por vaga no G-6 com a australiana Keely Andrew nas quartas de final. Foi uma das baterias mais disputadas do QS 6000 Los Cabos Open of Surf, com ambas surfando boas ondas para computar notas no critério excelente no resultado apertado de 16,50 a 16,10 pontos a favor da brasileira. A cearense saltou do 22.o para o sexto lugar no ranking com os 3.550 pontos conquistados pelo terceiro lugar no México. No ano passado, ela foi vice-campeã desta etapa e a campeã também foi eliminada na disputa seguinte.

Silvana Lima voando no México (Foto: Divulgação WSL North America)
Silvana Lima voando no México (Foto: Divulgação WSL North America)

Nikki Van Dijk defendia o título, mas não achou as ondas no duelo australiano com Bronte Macaulay para tentar o bicampeonato. No entanto, se manteve na liderança do ranking do WSL Qualifying Series, com 2.000 pontos de vantagem sobre a nova vice-líder que a derrotou nas semifinais desta vez. Com os 6.000 pontos da vitória no México, Bronte Macaulay subiu da 15.a para a segunda posição e a vice-campeã, Dominic Barona, saiu da 36.a para a sétima colocação. A equatoriana no momento está fechando o G-6 porque a havaiana Malia Manuel, em terceiro lugar, vai garantindo sua permanência na elite das top-17 entre as dez que são mantidas pelo ranking da divisão principal da World Surf League.

Outra sul-americana que ganhou posições no ranking foi a peruana Melanie Giunta. Ela foi barrada pela havaiana Brisa Hennessy e por Chelsea Tuach, de Barbados, na última fase do sábado, que definiu as classificadas para as oitavas de final que abriram o domingo decisivo do QS 6000 Los Cabos Open of Surf. Mesmo assim, com os 1.050 pontos recebidos pelo 17.o lugar no México, Melanie Giunta saltou do 75.o para o quinquagésimo lugar na classificação geral das quinze etapas completadas no domingo em San Jose Del Cabo.

PRÓXIMO QS 6000 – A próxima já começa nesta terça-feira em El Salvador na América Central e também terá status máximo, valendo 6.000 pontos para o ranking do WSL Qualifying Series. O QS 6000 Copa El Salvador Impresionante será disputado nas ondas de Punta Roca, em La Libertad, El Salvador, até o próximo domingo, podendo provocar grandes movimentações no ranking como no QS 6000 do México, que mudou metade do G-6. Bronte Macaulay, Dominic Barona e Silvana Lima entraram na lista, tirando as vagas das australianas Philippa Anderson e Georgia Fish e da francesa Maud Le Car.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A missão da World Surf League é simples: inspirar uma mudança positiva para o surf e nossos fãs. A WSL, nova sigla da antiga ASP (Association of Surfing Professionals), vem realizando os principais campeonatos de surf desde 1976, decidindo os campeões mundiais de cada temporada no Samsung Galaxy WSL Championship Tour, do Big Wave Tour, Longboard e Pro Junior, além das etapas do Qualifying Series, as regionais do Pro Junior e Longboard e outros eventos, como o Big Wave Awards. A WSL também vem resgatando a rica história do esporte, promovendo baterias entre estrelas do passado, unindo progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis de todos os tempos. A WSL quer os melhores surfistas do mundo nas melhores ondas do mundo.

Para acompanhar o melhor surf do mundo, é só acessar o www.worldsurfleague.com como milhares de fãs do mundo inteiro, para assistir ao vivo as maiores estrelas do esporte como Kelly Slater, Mick Fanning, Gabriel Medina, Filipe Toledo, Makua Rothman, Grant “Twiggy” baker, Greg Long, Stephanie Gilmore, John John Florence, Carissa Moore e tantos outros no campo de batalha mais dinâmico e imprevisível de todos os esportes.

—————————————————————————————

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

—————————————————————————————

G-6 DO RANKING WSL QUALIFYING SERIES – 15 etapas:

1.a: Nikki Van Dijk (AUS) – 12.200 pontos

2.a: Bronte Macaulay (AUS) – 10.200

3.a: Malia Manuel (HAV) – 9.100 com vaga nas top-10 do CT

4.a: Justine Dupont (FRA) – 7.100

5.a: Holly Wawn (AUS) – 7.050

6.a: Silvana Lima (BRA) – 6.800

7.a: Dominic Barona (EQU) – 6.700

——-outras sul-americanas até 100:

50: Melanie Giunta (PER) – 2.255 pontos

74: Sofia Mulanovich (PER) – 1.485

77: Lorena Fica (CHL) – 1.421

89: Jessica Anderson (CHL) – 1.251

93: Nathalie Martins (BRA) – 1.125

96: Karol Ribeiro (BRA) – 1.040

101: Leilani Vizquerra Aguirre (PER) – 973

105: Jacqueline Silva (BRA) – 840

105: Yanca Costa (BRA) – 840

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO QS 6000 LOS CABOS OPEN OF SURF:

Campeã: Bronte Macaulay (AUS) por 14.67 pontos (notas 8.17+6.50) – US$ 10.000 e 6.000 pontos

Vice-campeã: Dominic Barona (EQU) com 13.90 pontos (7.33+6.57) – US$ 5.000 e 4.500 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 3.550 pontos e US$ 2.500 de prêmio:

1.a: Dominic Barona (EQU) 13.60 x 10.67 Silvana Lima (BRA)

2.a: Bronte Macaulay (AUS) 12.83 x 5.67 Nikki Van Dijk (AUS)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 2.650 pontos e US$ 1.750 de prêmio:

1.a: Silvana Lima (BRA) 16.50 x 16.10 Keely Andrew (AUS)

2.a: Dominic Barona (EQU) 11.60 x 11.33 Tatiana Weston-Webb (HAV)

3.a: Bronte Macaulay (AUS) 13.93 x 9.67 Holly Wawn (AUS)

4.a: Nikki Van Dijk (AUS) 11.40 x 10.43 Isabella Nichols (AUS)

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com 1.550 pontos e US$ 1.000 de prêmio:

1.a: Silvana Lima (BRA) 17.74 x 10.50 Philippa Anderson (AUS)

2.a: Keely Andrew (AUS) 12.53 x 5.93 Alessa Quizon (HAV)

3.a: Dominic Barona (EQU) 15.67 x 10.57 Brisa Hennessy (HAV)

4.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) 14.77 x 13.10 Chelsea Tuach (BRB)

5.a: Bronte Macaulay (AUS) 11.67 x 8.73 Caroline Marks (EUA)

6.a: Holly Wawn (AUS) 8.83 x 6.70 Laura Enever (AUS)

7.a: Nikki Van Dijk (AUS) 15.90 x 14.27 Summer Macedo (HAV)

8.a: Isabella Nichols (AUS) 13.50 x 7.17 Sophie McCulloch (AUS)

OUTROS RESULTADOS DAS SUL-AMERICANAS NO QS 6000 DO MÉXICO:

SEXTA FASE – Round of 24 – 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=17.o lugar com 1.050 pts e US$ 750:

1.a: 1-Silvana Lima (BRA)=16.77, 2-Keely Andrew (AUS)=14.07, 3-Leticia C. Bilbao (ESP)=7.33

3.a: 1-Brisa Hennessy (HAV)=13.33, 2-Chelsea Tuach (BRB)=12.10, 3-Melanie Giunta (PER)=0.70

4.a 1-Tatiana Weston-Webb (HAV)=11.50, 2-Dominic Barona (EQU)=7.70, 3-Ella Williams (NZL)=2.73

QUINTA FASE – Round of 48 – 3.a=25.o lugar (US$ 500 e 700 pts) / 4.a=37.o (US$ 250 e 650 pts):

1.a: 1-Silvana Lima (BRA), 2-Alessa Quizon (HAV), 3-Mainei Kinimaka (HAV), 4-Reika Noro (JPN)

5.a: 1-Melanie Giunta (PER), 2-Ella Williams (NZL), 3-Tia Blanco (EUA), 4-Sage Erickson (EUA)

6.a: 1-Dominic Barona (EQU), 2-Chelsea Tuach (BRB), 3-Paige Hareb (NZL), 4-Ashlee Spence (AUS)

QUARTA FASE – Round of 72 – 3.a=49.o lugar com 400 pts e 4.a=61.o lugar com 385 pts:

4.a: 1-Brisa Hennessy (HAV), 2-Ellie-Jean Coffey (AUS), 3-Sofia Mulanovich (PER), 4-Keala Kennelly (HAV)

6.a: 1-Dominic Barona (EQU), 2-Melanie Giunta (PER), 3-Dax McGill (HAV), 4-Frankie Harrer (ALE)

TERCEIRA FASE – Round of 96 – 3.a=73.o lugar com 370 pts e 4.a=85.o lugar com 255 pontos:

3.a: 1-Kirra Pinkerton (EUA), 2-Keala Kennelly (HAV), 3-Lucy Callister (AUS), 4-Jessica Anderson (CHL)

4.a: 1-Sofia Mulanovich (PER), 2-Cassidy McClain (EUA), 3-Macy Callaghan (AUS), 4-Lorena Fica (CHL)

6.a: 1-Melanie Giunta (PER), 2-Ashlee Spence (AUS), 3-Josefina Ane (ARG), 4-Evelyn Gontier (ARG)

SEGUNDA FASE – Round of 108 – 3.a=97.o lugar com 120 pts e 4.a=103.o lugar com 112 pts:

3.a: 1-Alyssa Lock (AUS), 2-Josefina Ane (ARG), 3-Nicole Fulford (EUA), 4-Jordyn Barratt (EUA)

5.a: 1-Summer Macedo (HAV), 2-Caroline Marks (EUA), 3-Lucia Cosoleto (ARG), 4-Kayla Durden (EUA)

6.a: 1-Sophie McCulloch (AUS), 2-Samantha Sibley (EUA), 3-Rina Kitazawa (JPN), 4-Pomare Dreisziger (CHL)