Victor Bernardo coloca o Brasil na decisão do Pipe Invitational

By abrasp | 13 de dezembro de 2016 | Notícias

O paulista Victor Bernardo, 19 anos, colocou o Brasil na decisão do Pipe Invitational, mas perdeu a disputa final pelas duas vagas de convidados para o Billabong Pipe Masters em memória a Andy Irons no Havaí. Elas ficaram com Finn McGill, de apenas 16 anos de idade, e o veterano Gavin Beschen, 40, com o também havaiano Joshua Moniz, 20, ficando em terceiro lugar e o brasileiro em quarto. Outros dois surfistas entraram direto no evento principal, o havaiano Bruce Irons e o português Frederico Morais, novidade no CT de 2017 que lidera o ranking da Tríplice Coroa Havaiana com dois vice-campeonatos nos QS 10000 de Haleiwa e Sunset Beach.

Finn McGill (Foto: Tony Heff - WSL)
Finn McGill (Foto: Tony Heff – WSL)

A triagem foi disputada na segunda-feira de ondas de 4-6 pés em Pipeline e Backdoor. Os 32 surfistas convidados pela Billabong, 28 deles do Havaí, para disputar as duas últimas vagas para a etapa final do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour 2016, tiveram que esperar desde quinta-feira passada para competir. Isso porque as ondas estavam muito pequenas desde o início do período de realização do Billabong Pipe Masters, que vai até o dia 20 no Havaí.

Na decisão do Pipe Invitational não tiveram muitas ondas boas e o havaiano Finn McGill surfou praticamente os três únicos tubos que entraram na bateria, dois nas esquerdas de Pipeline e um nas direitas do Backdoor. O melhor deles foi em Pipeline que valeu nota 8,60 e a vitória por 13,93 pontos. Os outros três finalistas só pegaram ondas que fecharam rápido ou não abriram os tubos. O veterano Gavin Beschen acabou ficando com a segunda vaga por apenas 6,10 pontos, somando notas 3,17 e 2,93. Com elas, superou os apenas 5,07 pontos de Joshua Moniz e os 4,16 das duas ondas computadas por Victor Bernardo.

Mesmo assim, o guarujaense honrou o único convite do seu patrocinador para um brasileiro participar da triagem esse ano. Vitinho disputou quatro baterias no maior palco do esporte na segunda-feira e despachou seis surfistas no caminho até a final do Pipe Invitational, sempre passando em segundo lugar nas baterias. Ele já estreou contra três havaianos e passou junto com Gavin Beschen, eliminando Eli Olson e Myles Padaca. Depois barrou mais dois, Chris Foster e Keoni Yan, na vitória do australiano Jack Robinson com os recordes do dia, nota 9,0 e 17,33 pontos. E na semifinal, Gavin Beschen ganhou de novo e Victor Bernardo superou o próprio Jack Robinson e mais um havaiano, Cody Young.

Victor Bernardo na semifinal (Foto: Tony Heff - WSL)
Victor Bernardo na semifinal (Foto: Tony Heff – WSL)

O campeão do Pipe Invitational, Finn McGill, faturou 10.000 dólares pela vitória, Gavin Beschen ganhou 8.000 dólares e a última vaga para o Billabong Pipe Masters em memória a Andy Irons, Joshua Moniz levou 6.000 dólares pelo terceiro lugar e Victor Bernardo ficou com 5.000 dólares. O curioso é que Gavin Beschen nem estava na lista inicial da triagem. Ele só entrou porque o top do CT, Matt Banting, da Austrália, cancelou sua participação e o havaiano Bruce Irons ficou com sua vaga, deixando a dele na triagem para Beschen.

PRÓXIMA CHAMADA – Agora a expectativa fica para o início do Billabong Pipe Masters, com a primeira chamada da terça-feira sendo marcada para as 7h30 no Havaí, 15h30 pelo fuso horário de Brasília. O Brasil terá um desfalque nesta última etapa, o catarinense Alejo Muniz, que já está fora da elite do ano que vem, assim como o paulista Alex Ribeiro. Os outros oito estão garantindo suas permanências no grupo dos top-34 que vai disputar o título mundial de 2017 e o pernambucano Ian Gouveia é a novidade já confirmada na “seleção brasileira” pelo ranking do QS.

O baiano Bino Lopes pode ser a outra, dependendo do resultado do Pipe Masters, caso dois surfistas que estão fora dos 22 primeiros colocados no CT que são mantidos na elite e classificados pelo ranking de acesso, entrem na lista principal em Pipeline, como o norte-americano Kanoa Igarashi em 24.o lugar e o potiguar Jadson André em 25.o, por exemplo. Já os paulistas Wiggolly Dantas na vigésima posição e Miguel Pupo na 21.a, têm suas vagas ameaçadas e terão que confirmar suas permanências no último desafio do ano no Havaí.

O Billabong Pipe Masters em memória a Andy Irons é transmitido ao vivo do Havaí pelo www.worldsurfleague.com com divulgação também pelos parceiros de mídia da World Surf League: ESPN+, Globosat e Sportv no Brasil, Fox Sports da Austrália, CBS Sports dos Estados Unidos, Edgesport, Sky NZ, Canal + Deportes, Channel Nine, MCS, Starhub e Oceanic Time Warner Cable 250 & 1250 no Havaí.

Gavin Beschen (Foto: Tony Heff - WSL)
Gavin Beschen (Foto: Tony Heff – WSL)

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

BILLABONG PIPE MASTERS – Vitória=Terceira Fase e 2.o e 3.o=Segunda Fase:

1.a: Julian Wilson (AUS), Wiggolly Dantas (BRA), Ryan Callinan (AUS)

2.a: Kolohe Andino (EUA), Miguel Pupo (BRA), Bede Durbidge (AUS)

3.a: Matt Wilkinson (AUS), Nat Young (EUA), Frederico Morais (PRT)

4.a: Jordy Smith (AFR), Keanu Asing (HAV), Finn McGill (HAV)

5.a: Gabriel Medina (BRA), Kanoa Igarashi (EUA), Bruce Irons (HAV)

6.a: John John Florence (HAV), Jadson André (BRA), Gavin Beschen (EUA)

7.a: Adriano de Souza (BRA), Conner Coffin (EUA), Alex Ribeiro (BRA)

8.a: Joel Parkinson (AUS), Stu Kennedy (AUS), Jeremy Flores (FRA)

9.a: Filipe Toledo (BRA), Josh Kerr (AUS), Adam Melling (AUS)

10: Kelly Slater (EUA), Caio Ibelli (BRA), Kai Otton (AUS)

11: Sebastian Zietz (HAV), Italo Ferreira (BRA), Jack Freestone (AUS)

12: Adrian Buchan (AUS), Michel Bourez (TAH), Davey Cathels (AUS)

PIPE INVITATIONAL – triagem valendo duas vagas para o BILLABONG PIPE MASTERS:

Campeão: Finn McGill (HAV) por 13,93 pontos (8,60+5,33) – US$ 10.000 de prêmio

Vice-campeão: Gavin Beschen (HAV) com 6,10 pontos (3,17+2,93) – US$ 8.000

Terceiro lugar: Joshua Moniz (HAV) com 5,07 pontos (3,07+2,00) – US$ 6.000

Quarto lugar: Victor Bernardo (BRA) com 4,16 pontos (2,83+1,33) – US$ 5.000

SEMIFINAIS DO PIPE INVITATIONAL – 3.o=5.o lugar e 4.o=7.o lugar:

1.a: 1-Gavin Beschen (HAV), 2-Victor Bernardo (BRA), 3-Jack Robinson (AUS), 4-Cody Young (HAV)

2.a: 1-Joshua Moniz (HAV), 2-Finn McGill (HAV), 3-Nathan Florence (HAV), 4-Ezekiel Lau (HAV)

QUARTAS DE FINAL DO PIPE INVITATIONAL – 3.o=9.o lugar e 4.o=13.o lugar:

1.a: 1-Jack Robinson (AUS), 2-Victor Bernardo (BRA), 3-Chris Foster (HAV), 4-Keoni Yan (HAV)

2.a: 1-Cody Young (HAV), 2-Gavin Beschen (HAV), 3-Tanner Hendrickson (HAV), 4-Kalani Chapman (HAV)

3.a: 1-Joshua Moniz (HAV), 2-Finn McGill (HAV), 3-Koa Smith (HAV), 4-Jamie O´Brien (HAV)

4.a: 1-Nathan Florence (HAV), 2-Ezekiel Lau (HAV), 3-Kaimana Jaquias (HAV), 4-Seth Moniz (HAV)

PRIMEIRA FASE DO PIPE INVITATIONAL – 3.o=17.o lugar e 4.o=25.o lugar:

1.a: 1-Keoni Yan (HAV), 2-Kalani Chapman (HAV), 3-Reef McIntosh (HAV), 4-Makai McNamara (HAV)

2.a: 1-Jack Robinson (AUS), 2-Cody Young (HAV), 3-Billy Kemper (HAV), 4-Eala Stewart (HAV)

3.a: 1-Gavin Beschen (HAV), 2-Victor Bernardo (BRA), 3-Eli Olson (HAV), 4-Myles Padaca (HAV)

4.a: 1-Tanner Hendrickson (HAV), 2-Chris Foster (HAV), 3-Griffin Colapinto (EUA), 4-Takayuki Wakita (JPN)

5.a: 1-Jamie O´Brien (HAV), 2-Ezekiel Lau (HAV), 3-Mikey Bruneau (HAV), 4-Kaito Kino (HAV)

6.a: 1-Koa Smith (HAV), 2-Kaimana Jaquias (HAV), 3-Kai Mana Henry (HAV), 4-Kiron Jabour (HAV)

7.a: 1-Nathan Florence (HAV), 2-Joshua Moniz (HAV), 3-Mason Ho (HAV), 4-Noa Mizuno (HAV)

8.a: 1-Seth Moniz (HAV), 2-Finn McGill (HAV), 3-Torrey Meister (HAV), 4-Gavin Gillette (HAV)